34 anos sem dormir

34 anos sem dormir

Fugindo do seu irmão Essav que queria matá-lo, Yaacov foi no seu caminho em direção a Haran onde morava seu tio Lavan, a Torá conta que ele se deitou neste lugar (Vaishcav Bamacom).

O midrash conta que durante quatorze anos, nos quais estudou na Ieshivá de Ever, Iaacov não se esticou, não descansou um instante.

O midrash acrescenta que Iaacov também não descansou durante os vinte anos em que ficou na casa de Lavan (seu tio, o irmão de Rivca).

Isto quer dizer que Iaacov evitou dormir durante longos anos. Mas porque?

De acordo com o primeiro midrash, Iaacov não dormiu longos anos por que estava na Ieshivá, estudando a Torá e fazendo mitsvot sem interrupção. Ele usou cada instante da sua vida para estudar Torá, num esforço incansável. Ele dedicou seu ser a tal ponto para a Torá, tanto de dia quanto de noite, que não dormiu durante esses 14 anos.

Quanto ao segundo midrash, que diz que mesmo na casa de Lavan, Iaacov não dormia, vemos que Iaacov Avinu foi para Haran a cidade do seu tio Lavan e que Haran era um local cheio de pecados, de pecadores, de malvados. Por que, então, ele foi para lá? Para trabalhar para D’us, para servir a D’us, exatamente no local onde se encontra a cólera de Hashem, precisamente no local mais baixo que possa existir; a finalidade era elevar o lugar e revelar e descobrir a santidade (Queduchá) oculta na casa de Lavan. É por isso que ele não parou de trabalhar, que ele não se deu o tempo de dormir, nem mesmo de se esticar. Iaacov esteve ocupado a cada instante da sua permanência, para se bater contra Lavan, para ter o domínio sobre os pecados que havia na casa de Lavan e para trabalhar além da medida, sem descanso, no estudo da Torá e no cumprimento dos mandamentos divinos (Mitsvot).

LAVAN o malvado, o malicioso, o ladrão: "TODO É MEU!!!!"

I)Ele não tinha nada a fazer porque Iaacov era um tsadic e estudava a Torá, aliás, isso não o incomodava. Mas o que ele não queria é que Iaacov eduque os filhos e lhes ensine a eles também a Torá. Lavan então disse a Iaacov:

“As filhas (Habanot) são minhas filhas e os filhos são meus filhos”

Ele está se referindo às suas próprias filhas e aos seus próprios filhos, (os filhos são os netos de Lavan, que seriam futuramente a raiz do povo judeu), pelos quais Iaacov havia trabalhado vinte anos.

O que Lavan quis dizer com isso? “Tu, Iaacov, aprende, estuda, mas a educação dos meus filhos, desta eu me encarrego”. Iaacov, entretanto, nunca desistiu do ensino: ele se dedicou além da medida para que seus filhos e suas filhas recebessem uma educação Casher, de acordo com a lei judia, sem compromissos com o meio ambiente, durante esses vinte anos, a ponto de não ter se esticado para dormir esse tempo todo.

II)E o que mais disse Lavan a Iaacov?

“O rebanho é meu rebanho”

Lavan lhe disse: “vai estudar que eu vou me ocupar do trabalho. Eu vou cuidar do rebanho”.

E disse Lavan: “não é possível fazer negócios de acordo com as leis da Torá. Não se pode enriquecer assim”. Lavan achava que podia enganar os pastores um pouco por ali, mentir acolá, roubar de um e de outro e que dirigir tudo com honestidade não era possível. Lavan pensou também que era impossível enriquecer dignamente usando o mesmo caminho que Iaacov usava. Iaacov era honesto demais aos seus olhos. Ele achava que a inocência financeira de Iaacov não podia levar ao sucesso financeiro nem a ser de acordo com o que era Haran.

IAACOV, entretanto, não se impressionou com as palavras de Lavan. Ele nunca se deixou levar. Ele foi fiel a ele mesmo e à Torá. Ele se esforçou sempre para fazer o melhor que podia, a se dedicar inteiramente ao respeito das palavras da Torá, até nos seus mínimos atos. É o que testemunha o midrash:

LONGOS ANOS NÃO SE ESTICOU PARA DORMIR (não se deixou impressionar nem por educação e nem por dinheiro).

Este é o caminho a seguir, que Iaacov nos deu como herança. Nos assuntos de Torá e Mitsvot: não ter compromissos. É proibido escutar a voz de Lavan. É preciso ignorá-lo. E para isso, Iaacov trabalhou, se dedicou ao estudo da Torá para poder ensinar aos filhos e manter-se e comportar-se de forma reta, correta.

Quando se segue este caminho, se merecerá um fluxo de Berachot de Hashem e sucesso exatamente como nos mostra o exemplo de Iaacov: Iaacov enriqueceu muito muito (consideravelmente) e ele teve rebanhos numerosos, servas e servos, camelos e asnos (ele foi o mais rico da sua época).