vamos comemorar!

Aniversário

 

         O aniversário do nascimento de um homem é o dia no qual o “Mazal”, a parte de sua alma que fica lá em cima, se revela com toda sua força. É então para este homem, a ocasião de estabelecer o balanço de sua situação moral, de tomar boas decisões para consertar o passado, e também para preparar o futuro.

 

         O Baal Chem Tov introduziu o costume de recitar cada dia o Salmo correspondente ao número de seus anos e, no dia do aniversário, o do ano passado e o do ano que está começando. Esta prática é escrupulosamente respeitada pelos Hassidim e o Rabbi Rayats mostrou a respeito sua grande importância.

 

         O Rabbi Shlita, particularmente, destacou a importância do aniversário e a necessidade de cada um de celebrá-lo. Ele definiu dez práticas específicas do dia do aniversário, que são as seguintes:

 

1)    Fazer Alya laTorá o Shabat que precede o aniversário e o mesmo dia também, se for um dia de leitura.

 

2)    Dar uma quantia de Tsedaka, antes de Chaharit, a reza da manhã, e de Minhá, a reza da tarde. Se o aniversário for um Shabat ou um dia de festa, faremos na véspera, se possível, também no dia seguinte.

 

3)    Ser mais profundo e concentrado na reza, rezar com mais fervor, meditando pela grandeza de D´us e recitaremos também os Salmos, todos se possível, ou pelo menos um dos cinco livros.

 

 

4)    Estudaremos o novo Salmo que começamos a recitar no dia de seu aniversário, o que corresponde ao número de seus anos. (se a pessoa festeja seu 10 anos, ela vai ler o Salmo 11).  Além do mais, estudaremos também esse Salmo em cada novo mês, Rosh Hodesh. Aprenderemos, cada vez, um versículo deste Salmo, mas, se ele for longo, dois ou três versículos, de maneira que possamos finalizá-lo durante o decorrer do ano. Se este Salmo tem menos de doze versículos, repetiremos de maneira que seu estudo ocupe o ano todo.

 

5)    Fixaremos um estudo suplementar da parte revelada da Torá e da hassidut, alem dos  três estudos diários de hitat, isto é o humach, Tehilim, Tanya, que concernem cada um, e estudaremos também diariamente o Rambam.

 

6)    Recitaremos um Discurso de Hassidut,  Maamar da hassidut de cor, inteiro ou em parte. Poderemos escolher aquele que desejamos. Recitaremos este Maamar em público, no dia do aniversário ou em uma ocasião próxima, particularmente durante a tarde do Shabat seguinte, durante a “terceira refeição”.

 

 

7)    Realizaremos uma boa ação a mais para o bem dos outros, difusão da Torá e da Chassidut no exterior, penetrada de Ahavat Israel. Será uma boa decisão bli neder.

 

8)    Nos isolaremos e evocaremos nossas lembranças. Estudaremos em seguida o ensinamento do Rabbi. Meditaremos tudo isso. Faremos Teshuva e a refaremos cada vez que acharmos necessário. Estabeleceremos o balanço do comportamento do ano passado e tomaremos boas decisões para o ano que vem.

 

 

9)    Adotaremos um bom comportamento suplementar que, bem compreendido, será de acordo com sua situação moral, como fazemos em Rosh Hashana. Pois o que é verdadeiro para o dia da criação do mundo o é também para a criação de cada um em particular, quando um ano novo começa para um homem.

 

10)                     Organizaremos uma reunião hassidica com amigos e com muito respeito e amor, um  Farbrenguen feliz com sua família, seus amigos e seus conhecidos. Agradeceremos a D´us e o Louvaremos. Na medida do possível, recitaremos a bênção de “Cheeheyanu”, consumindo uma nova fruta ou vestindo uma roupa nova. Faremos tudo isso com a felicidade da Torá e da Mitsva.