6. Com um dos alunos do Baal Shem Tov

Um dos alunos do Baal Shem Tov, antes de viajar para Israel, veio despedir-se dele. O Baal Shem Tov abençoou-o dizendo-lhe: "- Preste atenção para responder corretamente a todas as perguntas que lhe fizerem". O discípulo estranhou tal recomendação, no entanto, sabedor de que o Baal Shem Tov tinha o dom de profecia e uma Visão Divina, percebeu que havia algo por trás daquela advertência. Entrou em sua carruagem, com destino ao cais do porto e lá embarcou no navio que o conduziria pelo Mar Mediterrâneo até Israel. No meio do caminho, o navio atracou em uma ilha, por algumas horas. Os passageiros aproveitaram o tempo livre para passear, inclusive o aluno do Baal Shem Tov. Sem se dar conta, ele deu um passeio tão longo que ao voltar em direção ao navio, viu que este já havia zarpado. Ficou, pois, completamente só naquela ilha deserta, sem saber como sair de Iá. De repente, surge diante dele um velho, com longas barbas brancas e rosto resplandecente. Este mesmo velho perguntou ao discípulo se ele estava com algum problema. O discípulo respondeu: " -Sim, perdi o navio e não sei como faço para sair daqui e seguir viagem para Israel". Disse-lhe o velho: " Vem comigo e to mostrarei o caminho" . Durante o percurso, ambos conversaram muito. O velho perguntou-Ihe sobre a situação dos judeus na Europa. O aluno respondeu-lhe: " -, os judeus estão bem, graças a D-us e o seu sustento é satisfatório". Tempos depois, de volta ao seu país, encontrou-se corn o Baal Shem Tov, que comentou: " - Ora, que pena, perdemos uma grande oportunidade de provocar a vinda do Moshiah .

Aquele velho que você encontrou na ilha deserta era o nosso Patriarca, Avraham Avinu e ele estava argumentando o tempo todo com D-us que o povo judeu sofria muito no exilio. E o Todo-Poderoso respondeu:

"- Olhe, ali está um discípulo do Baal Shem Tov. Pergunte a  ele como está a vida dos judeus no exílio".