mulher de bandido

A FORÇA DA MULHER JUDIA

A Parashá de Korah ensina a cada um algo muito particular.

A Torá nós diz que Korah era um homem que provinha de boa família. Era um grande sábio; ele conhecia bem a Torá e era muito rico. Além do mais, estava muito próximo de Moisés e de Aarão.

Um dos seus partidários, On Ben Pélét era bem diferente dele. Não se nos indica a respeito dele nenhuma qualidade especial. O que aconteceu a ambos? O contrário do que poderíamos crer.

Korah teve um final terrível. D’us o castigou; ele morreu e com ele centenas de judeus que o tinham seguido. Pelo contrário, On Ben Pélét foi salvo com toda a sua família. Foi o único dos partidários de Korah que não recebeu nenhum castigo.

Porque Korah foi tão duramente castigado e On Ben Pélét não? No caso destes dois homens, o mais importante foi o que fizeram as suas mulheres.

A esposa de On Ben Pélét soube segurar seu marido no último momento. Ela o salvou com toda sua família. Ela foi uma verdadeira esposa judia. Pelo contrário, a esposa de Korah, com suas palavras, seu comportamento, não parou de estimular o seu marido em sua revolta. Ela destruiu assim a sua própria casa com toda a sua família.

Esta história que o Midrach conta, chama a atenção sobre a grande responsabilidade da mulher, seu importante papel e a influência que ela deve ter sobre seu marido e seu meio. Como o rei Salomão disse: “a sabedoria da mulher constrói a casa.”