A reza de Hana

E ‘Hana rezou e disse:

“Meu coração exulta no Senhor, minha glória foi erguida pelo Senhor, minha boca está amplamente aberta contra meus inimigos, pois eu rejubilo através de Vossa salvação.

Não há ninguém santo (Kadosh) como o Senhor, pois não há ninguém além de Vós e não há ninguém  poderoso como nosso D’us.

Não falem tão excessivamente com arrogância;

não permitam que insolências saiam de suas bocas, pois o D’us sabe os pensamentos, e por Ele todos os atos são contados.

Os arcos dos poderosos estão quebrados, enquanto que aqueles que tropeçaram estão cingidos com força.

Aqueles que foram saciados foram contratados por pão, enquanto que aqueles que estavam famintos cessaram de ficar na vontade.

Enquanto a mulher estéril deu à luz a sete filhos, ela que teve muitos filhos está desolada.

O Senhor põe a morrer e restaura para viver.

Ele abaixa a sepultura e ergue.

O Senhor faz pobres e faz ricos.

Ele humilha, e Ele também exalta.

Ele ergue os pobres do pó, levanta os destituídos do monturo, para sentá-los com nobres e dá-lhes como herança um assento de honra.

Pois os pilares da terra são do Senhor, e Ele assentou o mundo sobre eles.

Ele guarda os pés dos seus devotos, mas os perversos estão silenciados na escuridão,

Pois não é pela força que o homem prevalece.

Aqueles que competem com o Senhor serão esmagados.

Ele trovejará contra eles no céu; o Senhor julgará os mais distantes cantos da terra, dem força a Seu Rei e ergam a gloria do Seu ungido (Messias).

Shmuel (Samuel: 1:2)