Cade vc?

O CHAMADO, "ONDE ESTAS NA TUA VIDA?"

(Fonte: Licutei Sichot, Vol I, p.p. 73-74)

Em 1778 o santo Rebe Schneur-Zalman de Liadi, autor do Tanya e do Shulchan Aruch (Codigo da Leis da Tora), foi preso sob a falsa acusação de ter fomentado uma rebelião contra o Tsar da Rússia. Ele foi também acusado de espalhar idéias subversivas ao ensinar o modo de vida chassídico de Chabad (do qual era o fundador). Ele foi colocado no segredo de uma prisão de São Petersburgo (hoje Leningrado), na época a capital da Rússia, esperando as conclusões da investigação. Os altos funcionários que se ocuparam dos interrogatórios aos quais o Rebe foi submetido ficaram profundamente impressionados pela nobreza da sua atitude e pela sua grande sabedoria. O que foi mais impressionado por esse contato foi, sem dúvida, o diretor da prisão que, mais que os outros, tinha a ocasião de ver o ilustre prisioneiro na sua célula e conversar com ele. Era um homem não judeu, de uma grande devoção, leitor assíduo da Torá que ele conhecia bem. Um dia ele disse ao Rebe Schneur Zalman:

- “Tenho uma pergunta a lhe fazer que não tem nada a ver com a investigação. E o senhor não tem nenhuma obrigação de respondê-la. Desejo, entretanto, que responda à mesma. É uma coisa relativa à Bíblia.

- Se puder satisfazê-lo, o farei com prazer respondeu o Rebe Schneur Zalman. Qual é a pergunta?

- Bem, está escrito na Bíblia que D’us disse a Adam quando este se escondeu nas árvores do Jardim do Éden: “Onde estás?” Com respeito a isso esta é minha pergunta: Por que D’us faz esta pergunta a Adam? Ele sabia com certeza onde ele estava.

Como resposta, o Rebe perguntou ao diretor da prisão:

- O senhor acha que a Torá é eterna e que sua mensagem para a humanidade é também eterna em qualquer lugar e todos os tempos?

- Com certeza, respondeu o outro; acredito profundamente que a verdade do Livro da Torá é Eterna.

- Melhor assim. Este é então o significado da passagem bíblica: D’us faz sempre ouvir a sua voz ao homem perguntando-lhe: “Onde estás?” É o chamado do Eterno incitando o homem a entrar nele mesmo e a meditar. De onde ele vem? Para onde ele vai? o que cumpriu durante sua vida? O senhor vê, D’us outorga um certo número de anos a cada indivíduo sobre esta terra. Este deve cumprir todo dia alguma coisa útil; os dias e os anos passando, o homem deve dar regularmente uma olhada para trás e fazer, por assim dizer, o inventário do que ele cumpriu com respeito aos seus deveres frente ao Criador e frente ao próximo. O senhor, por exemplo, que tem .... anos (aqui o Rebe disse a idade exata do seu interlocutor admirado), o senhor já se perguntou alguma vez que boas ações fez no curso de sua vida? “Onde está?” é o chamado eterno de D’us. O homem que pensa ouve este chamado diante dele, E ouve esta voz particularmente após ter cometido o pecado de desobedecer a D’us, como o primeiro homem o ouviu após o seu tropeço, seu delize, sua falha... E se ele não abafa esta voz, ele vai fazer esforços para melhorar e ser digno do nome de homem.

- Permita-me felicitá-lo, exclamou o diretor da prisão quando o Rebe concluiu sua explicação.

Mais tarde, no seu relatório ao Tsar, o diretor louvou a profunda erudição e a grande sabedoria do Rebe Schneur Zalman, o que contribuiu grandemente para sua liberação com a permissão de continuar a espalhar suas idéias e sua doutrina chassídica.