CASAMENTO

     O casamento constitui um edifício eterno na medida em que está baseado na Torá e nas Mitsvot. Assim sendo, ele é abençoado por filhos e netos, que, por sua vez, perpetuam esta Torá e estas Mitsvot. O casamento conduz à plenitude. É a razão pela qual, de acordo com o costume chassídico, só um homem casado se envolve com um Talit grande durante a oração da manhã. De acordo com os termos do Zohar, “um rei sem rainha não é grande e não é rei”. De fato, a finalidade da criação é a transformação da matéria do mundo em santidade. Ora, o contato efetivo com a matéria começa com o casamento, quando o homem se vê enfrentado com a necessidade de assegurar sua subsistência e a da sua família. Neste sentido, o período que precede o casamento é uma fase preparatória para o cumprimento desta missão. Um judeu deve então se consagrar àquilo que lhe permita levar esta missão a bom termo, isto é ao estudo da Torá.