A benção de Itzhak para Iaacov

A BÊNÇÃO DE ITSCHAC A IAACOV: ver parashat Toldot no Livro Bereshit

“Enquanto cumprires a Torá, que D’us te dê:

1.    orvalho dos céus

2.    e o melhor da terra

3.    abundância do trigo

4.    e do vinho

5.    que as nações te sirvam

6.    e que se prosternem diante de ti

7.    que sejas o senhor dos teus irmãos

8.    e que os filhos da tua mãe se inclinem diante de ti

9.    malditos os que te amaldiçoem

10. e benditos aqueles que te abençoem.

____________________________________________________________

Porque nossos Sábios qualificaram o ódio de Essav por Iaacov de Lei - halachá?

Eles queriam definir a verdadeira natureza do anti-semitismo. Sabe-se que o anti-semitismo nunca deixou de fazer ressurgir sua face horrorosa ao longo dos milênios. Os judeus foram odiados em todas as épocas e em todos os locais do globo, qualquer que fosse o grau de assimilação e adaptação dos judeus à cultura dominante. Eles foram atormentados pelas nações em todos os países, sem distinção de classe social ou de profissão, sendo eles ricos ou pobres. Qual é a causa profunda de uma situação tão incompreensível?

O ódio dos não judeus pelos judeus não pode ser reduzido a nenhum esquema, a nenhuma teoria científica ou sociológica. Sua origem não pode ser explicada pelos princípios Divinos que estão na Torá.

Rivca soube por profecia que os gêmeos que ela carregava no ventre não poderiam coexistir, e que um deveria se submeter ao outro. Se Iaacov cumprisse seu objetivo na vida, estudando e sendo fiel à Torá, Essav se submeteria a ele. Mas se Iaacov faltasse com seu dever, então a hostilidade latente de Essav explodiria num anti-semitismo ativo, recordando a Iaacov a verdadeira finalidade da sua vida.

O anti-semitismo tem, portanto, o caráter de uma halachá, de um fato inalterável, enraizado no plano Divino do mundo.

Nossa história prova que sempre que o Clal Israel foi leal a Hashem, Essav ficou impotente.

A não adesão à Torá e o anti-semitismo têm, então, uma relação de causa a efeito. Só existe uma maneira eficaz de superar o anti-semitismo: o estudo profundo da Torá.