Não maltratar os animais

MILAGRES E ONISCIÊNCIA - ARI HACADOSH

Parece que o Ari era dotado de forças espirituais sobrenaturais, um anjo divino do qual nenhum segredo estava oculto. Na sua extraordinária santidade, ele até adivinhava o futuro. Rabi Chaim Vital escreveu com respeito ao seu mestre na introdução do livro "Shaar Hahacdamot": "Ele conhece todos os atos dos homens, passados e futuros e seus pensamentos antes destes os terem proferidos".

O sofrimento dos pintinhos

Os negócios obrigaram o Ari a viajar para outra cidade. Ele se hospedou na casa de um homem simples e devoto que o recebeu com grande honra. Ele se esforçou para satisfazer todas as suas necessidades sem fazer nenhuma economia. Rabi Istschac ficou na casa do anfitrião alguns dias comovendo-se com sua dedicação.

Antes de partir, o Ari lhe disse: "o que posso fazer para agradecer toda a benevolência e bondade que me foram dispensados? Pede e eu te abençoarei!" O homem suspirou e após um momento de silencio disse com a voz quebrada: "O que posso pedir, Rabi, eu tenho tudo - eu tenho o suficiente, D'us seja louvado, não tenho nem preocupações com dinheiro, nem com saúde; só tem uma coisa que me perturba, minha esposa, que viva, me deu vários filhos; mas subitamente parou de dar à luz. Fomos ver médicos que não puderam nós ajudar. Queira o Rav nós abençoar para que a esterilidade se afaste da minha esposa ..."

"Eu posso te dizer a causa" - respondeu o santo homem - saiba que a misericórdia, traço característico do nosso pai Avraham, é um atributo de primeira importância. O homem deve zelar para não causar nenhum sofrimento ao seu redor, nem aos homens nem aos animais. Você possui um galinheiro. Antes ele tinha uma escada para que as galinhas pudessem descer para comer e beber nas respectivas tigelas colocadas aos seus pés. Mas tua mulher, vendo a sujeira que se juntava na escada e em torno dela, ordenou que a empregada colocasse o alimento no galinheiro mas que retirasse a escada. A partir deste dia os pintinhos sofrem muito - são pequenos e frágeis, não podem voar e foram privados da diversão de subir e descer a escada. Seus chiados de dor chegaram até o trono divino e acusaram tua mulher. Desde então ela não pode mais dar à luz".

O anfitrião tinha ouvido, estupefato, este discurso. Ele foi imediatamente procurar a escada e a recolocou no lugar. Pouco depois D'us se lembrou de sua esposa e ela concebeu novamente.