Personalité

B’SD

Capítulo III do Shulhan Aruh

(Código de leis de procedimentos)

Regras relativas à vestimenta e à postura

Não devemos nós comportar de acordo com as regras dos idólatras e não devemos nos parecer a eles nem pela vestimenta nem pelo corte de cabelo nem por nada semelhante, por que foi dito: “Não ande atrás das regras da nação...”(Lev. XX, 23), e foi dito: “e de acordo com suas regras, não andem” (Lev. XVIII, 3), e ainda “E tome muito cuidado para não ser levado por eles” (Deut. XII, 30). Não se usará uma roupa que eles reservam como sinal de grandeza e que é vestimenta de príncipe. Por exemplo, dizemos no Talmud (Sanh. 74b, Bab. Quam 59b) que é proibido a um israelita se tornar semelhante a eles, nem mesmo pelo cordão dos sapatos: se eles costumem amarrá-lo de uma maneira e os israelitas de outra ou se o seu costume é usar laços vermelhos e os israelitas pretos - já que a cor preta indica modéstia, humildade e pudor - está proibido ao israelita mudar. Disto, cada um deve deduzir, considerando o lugar e a época, que não deve ser feita para um israelita uma vestimenta para o aparato e a licença e que suas vestimentas serão feitas de modo a indicar humildade e pudor. Dizemos então no Sifré “Não diga: já que eles saem vestidos de púrpura, quero também sair vestido de púrpura; porque eles saem com um capacete (quer dizer com armas), quero também sair com capacete, porque estas coisas são objeto de vaidade e de orgulho e esta não é a parte de Jacó, que é, sim, o ser pudico e humilde e não se virar para o orgulho.” Do mesmo modo, tudo que eles erigiram como costume ou regra, para a qual deve se temer encontrar um vestígio de idolatria, não deve ser feita por um israelita. Deste modo, este não se cortará os cabelos nem os deixará crescer como eles, e deverá distinguir-se deles pela vestimenta, pela linguagem e pelo comportamento habitual, como já é diferente pela sua sabedoria e pelas suas opiniões. É o que diz a Escritura: “Eu separei-vos dos povos.”(Lev. XX, 26).