O menino do barco

B’SD

O menino no barco

Vocês nunca ouviram a história do garotinho que estava num navio super lotado e que estava chateado? De repente ele teve uma idéia que considerou divertida. Tirou uma faca do bolso e começou a fazer um buraco no navio.

Um marinheiro percebeu o que este insensato estava fazendo e gritou com ele, colérico: “você está louco? O que está fazendo?”

“Você não tem nada a ver com isso, replicou o menino. Eu estou fazendo um buraco debaixo do meu lugar, que já paguei e com o qual posso fazer o que bem quero.”

O marinheiro arrancou a faca da mão do jovem bobo e lhe disse: “É gente como você que provoca a miséria e as perturbações do mundo e que só pensam neles mesmos e nas suas alegrias. Você não é o suficientemente inteligente para entender que fazendo um buraco no navio, mesmo se ele se encontra debaixo do teu lugar, você está colocando em perigo a vida de todos? A água vai invadir o barco, ele vai soçobrar e todo mundo vai se afogar.”

Moral da história

A moral da história é que se fazemos o mal, não prejudicamos só a nós mas também à nossa família, ao nosso povo e à humanidade inteira. Nossos sábios dizem que devemos ter em contar o fato de sermos todos meio bons e meio maus e que quando fazemos algo, deveríamos recordar que nossa ação será “pesada” no dia em que compareceremos diante de D’us. Pelas nossas boas ações faremos a balança do julgamento se inclinar em nosso favor e contribuiremos a fazer deste mundo uma jornada em que a vida seja mais agradável.