Meio Ambiente

O ambiente em uma cidade.

Não basta praticar seu judaísmo entre quatro paredes. Um judeu se inscreve em uma sociedade, em uma comunidade judaica.

Se a comunidade for dinâmica, séria e oferecer um judaísmo confiável em geral, cada judeu receberá de sua influência, quer queira quer não, mesmo se for um renegado. Em compensação, se a comunidade oferecer um judaísmo desinteressante, sob forma de eventos políticos chatos e sem conteúdo, cada judeu será atingido pelas conseqüências, mesmo o mais fervoroso. ESTAMOS TODOS NO MESMO BARCO.

“Freqüentar os Sábios, significa tornar-se Sábio; freqüentar os tolos, significar tornar-se mau.” (Michlei 13, 20,  Rei Salomão).

Se alguém passar um tempo em uma perfumaria, dali sairá com o aroma do perfume impregnado em suas roupas, mesmo se não tiver comprado nada. Por outro lado, se permanecer em uma fábrica de curtume, um odor pestilencial o impregnará, mesmo se não for curtidor.

Aquele que freqüenta homens confiáveis, que estudam a Torá, não faltará de se beneficiar. Em compensação, aquele que freqüentar ignorantes em Torá,  serão inelutavelmente afetados.

Para ilustrar a grande importância do ambiente circundante, lembremos do episódio de Loth, sobrinho de Abraão. Loth se estabeleceu em Sodoma, próximo a pecadores e perversos. Por culpa deles, só faltou perder a vida.