De acordo com o guru americano dos supermercados Phil Lempert, o mercado alimentício de produtos Kosher nos Estados Unidos monta cerca de 8 bilhões de dolares por ano e cresce a uma taxa de 15%, bem superior aos produtos alimentícios convencionais. A indústria americana produz cerca de 82 mil produtos que possuem certificado Kosher, são alimentos frescos e processados, sólidos ou líquidos, incluindo pães, sobremesas, laticínios, confeitaria entre outros, além de uma diversidade de ingredientes que são usados para a produção desses produtos de forma industrial ou caseira.

Esse nicho mercado lança anualmente algo em torno de 2.500 novos produtos destinados a consumidores das minorias étnicas judaica, muçulmana, adventista do sétimo dia, vegetarianos, alérgicos a lactose ou outros ingredientes, bem como demais consumidores das classes mais altas que buscam produtos mais sofisticados em sabor e que sejam saudáveis.

Vantagens da certificação Kosher

Adicionalmente, devido ao alto índice de crescimento do mercado mundial para esta categoria, as empresas brasileiras com certificados Kosher terão um grande diferencial para exportar para as comunidades consumidoras internacionais, seja pelo preço competitivo ou pela qualidade e certificação aceita e reconhecida mundialmente.

Vale a pena informar que existe toda uma gama de possibilidades de produtos Kosher, muitos não alimentícios, como matérias primas, produtos químicos naturais ou sintéticos, produtos de higiene e limpeza, cerâmica, plástico, metais, tecidos entre outros. Mas no momento este não é o objeto do nosso esforço, estamos nos concentrando em alimentos como primeiro passo.

 

O mercado Kosher se destacou no mercado brasileiro nos últimos anos de forma surpreendente pelo crescimento. 

O crescimento do mercado Kosher no Brasil acompanha a Globalização e corresponde às mudanças  irreversíveis da alimentação no mundo, caracterizadas pela busca frenética da saudabilidade. 

O selo Kosher, que satisfaz ao mesmo tempo o consumidor vegetariano, vegano e  celíaco, sempre foi sinônimo de confiança absoluta, já que o Rabino autorizado e designado pelo Rabinatorio encarregado da supervisão dos alimentos desde o plantio até a embalagem, é guardião da Lei dos alimentos datando de 3331 anos atrás e ao mesmo tempo acompanha a tecnologia em constante evolução. 

O selo Kosher é procurado constantemente  e gradativamente no ramo da grande distribuição no setor étnico, no setor saudável, nas redes de hotelaria, nos aeroportos, no setor do turismo e hospitaleiro. 

O Rabinatorio do Estado do Rio de Janeiro atua há 60 anos e certamente a emissão do certificado Kosher representa um valor adicionado ao produto tnato para o mercado interno quanto para o mercado externo.