Seu teste sob medida

Um teste feito apenas para vc, sob medida!


D’us criou o mundo em seis dias, no sétimo, é Shabat. Ele colocou Adam, o primeiro homem, e sua mulher, Hava, no Gan Eden e proibiu-os de comer do fruto da árvore da ciência do bem e do mal. Eles desobedeceram e foram expulsos do Gan Eden. Eles têm filhos, Abel e Caim, mas este último mata seu irmão. Os homens começam então a povoar a terra. Nasce Noach.

A parashá nos conta que D’us proibiu Adam de comer do fruto da árvore da ciência do bem e do mal.

O midrash explica que este mandamento foi dado a Adam na sexta feira à tarde e que só se aplicava até o Shabat. Logo depois, ele teria o direito de comer este fruto. Isto quer dizer que seria proibido por cerca de três horas.

Quer dizer que Adam não conseguiu se segurar e não obedeceu a ordem de D’us.

Impõe-se uma pergunta: como é possível que Adam, criado por D’us, Ele mesmo, não tenha podido deixar de comer este fruto por apenas três horas?

É que existe dentro de cada um Ietser Hará, uma inclinação para o mal, que leva a desobedecer a D’us, a não cumprir uma mitsvá e a cometer uma falta. Quanto mais importante a mitsvá, mais esforços ele faria para que ela não fosse respeitada.

Cada um pode senti-lo: algumas vezes há uma mitsva muito fácil a ser feita e entretanto o Ietser Hará nos impede respeitá-la. Se vê que ela deve ser muito importante para a alma deste judeu. É por isso que o Ietser Hará faz tudo o que pode para importuná-lo.

É o que aconteceu com Adam. A proibição de comer do fruto da árvore da ciência do bem e do mal era verdadeiramente muito fácil de ser respeitada mas, como era muito importante, o Ietser Hará fez tudo para que Adam se deixe tentar.

Isto nos ensina alguma coisa. Um judeu não deve nunca dizer: “esta mitsvá é importante, vou cuidar dela; mas aquela não o é, não vou cumpri-la com todos os detalhes”. Às vezes, é justamente uma mitsva que nos parece pequena que é, na realidade, muito importante e, não a respeitamos, isso pode levar a coisas muito graves.

Devemos cumprir todas as mitsvot que D’us nos deu, tanto quanto possível, sem fazer nenhuma diferença entre elas.